sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Supreenda-se

É o que desejo para todos hoje.

A algumas semanas atras o Pablo me pediu para ser interprete de um alemão, Gottfried Dildei, que vinha a brasília dar um curso de Schutzhund. Confesso que nunca tive o menor interesse pelo esporte, principalmente pelo modo de treinamento que sempre vi fazerem.

O cara chegou hoje, Pablo me ligou falando que pessoal tava desesperado, precisando de alguem que falasse inglês, então fui lá, na nobre companhia do Tairã.

A primeira coisa que fez ligar as anteninhas foi a Malu, umas das organizadoras do curso, me falar que ele usa petisco no treinamento de Schutzhund.
Mas esse cara conquistou meu interesse e minha confiança quando começou a me explicar sobre seu método e disse que fundamento era tudo, que um cachorro com um bom fundamento faz qualquer coisa. E ainda adicionou que o problema são as pessoas, que acham fundamento boçal e sem propósito.
:o
Logo mais tarde, estavamos todos em silêncio, ele virou para mim e começou a contar o caso de uma aluna dele, que foi fazer um seminário de Schutzhund com um outro adestrador e que mais tarde esse adestrador veio falar pra ele, que como a menina ficava dando petisco para o cão que eles não tinham uma relação clara de dominância. Ele me vira e disse "Os caras querem o que? Eles pegam filhotes, dão susto atras de susto e quando o cachorro morde, eles dão uma dura nele e ficam se achando os dominantes. Um dia, não vai ter dura que seja suficiente, um dia vai ser o filho deles pisando no pé ou no rabo do cachorro, e o cachorro vai ferrir alguem. Ae quero ver eles pregarem discurso de dominância por força."
^^

Sinceramente, eu esperava passar uma noite boçal com um cara falando de enforcadores, trancos e tapas. Tive um dia agradável com um grande cinófilo e adestrador.

Meus amigos, espero que todos um dia estejam errados quanto a um mau pré-conceito sobre alguem. É a melhor sensação do mundo.

4 comentários:

VAL disse...

E o nome do cara Luiza? Nesses casos tem q dar nome aos bois!!
;o)

Luíza disse...

Editei o texo Val, agora tá lá o nome dele =D (Confesso que cheguei tarde ontem a noite, não lembrava o nome e fikei com preguiça de procurar xD )

Taz2 disse...

Devo admitir que o cara é massa! Me surpreendi também!

Carol E. disse...

Já vi uma adestradora que só usa positivo (punição positiva jamé) começar a treinar exercícios de schutzhund só pra provar que era perfeitamente possível treinar um cão a parecer agressivo, sem o ser! Um pastor alemão desembestado sem controle é muito mais assustador com certeza, mas um border fingindo também não é das coisas mais inofensivas. E qual deles é o mais controlável e menos perigoso?? :)